buy levitra in thailand Como se tornar um designer gráfico?

Designers gráficos se emocionam ao transformar a visão do cliente em algo visualmente real e a satisfação ao ganhar a vida com a arte é algo que nem todas as pessoas criativas conseguem se gabar. Por outro lado o baixo crescimento nesta indústria pode às vezes ser desafiador para quem entra na área. Dados do documento Ocupational Outlook Handbook feito pelo Departamento de Estatísticas Trabalhistas prevê que este tipo de trabalho crescerá apenas 1% entre 2014 e 2024.
Porém se sua paixão te direciona a uma carreira na área de design gráfico, você pode ter sim sucesso se estiver disposto a trabalhar duro e traçar seu caminho em direção ao seu papel.
Designer Gráfico – Courtesy of Jenny Grass
photo-1430760903787-4d91bbf15384
Para descobrir como um designer gráfico de sucesso construiu sua carreira, a PayScale conversou com Jenny Grass, uma designer gráfica veterana da Kenetic Agency, agência localizada em Billings, Montana; para descobrir como isso funciona.
PayScale: Você sempre quis ser uma designer gráfica?
Grass: De certa forma, sim. Eu cresci obcecada em criar meus próprios cartões e colagens. Juntar textos e imagens sempre me intrigou. Mas não foi uma escolha até eu entrar no colégio onde eu tive aula de design gráfico e descobri que aquela era a carreira pra mim.
PayScale: Quais são os requisitos educacionais para se tornar um designer gráfico?
Grass: Geralmente é um bacharelado em Design Gráfico ou Comunicação [Grass estudou na Universidade do Estado de Montana e é bacharel em Artes e Design Gráfico]
PayScale: Qual é a melhor parte do seu trabalho?
Grass: Ver o design se tornar uma realização, desde uma ideia da sua cabeça até a peça final. Sempre existe um brilho interno de excitação quando você percebe que tudo que você juntou está funcionando visualmente.
PayScale: E qual é a parte mais difícil do seu trabalho?
Grass: Trabalhar com clientes que não sabem o que querem ou não sabem comunicar o que gostam e não gostam do projeto. Pode haver muitas voltas internas quando você não consegue chegar em uma direção clara.
PayScale: O que te surpreendeu quando você começou a trabalhar na sua carreira?
Grass: Quantos chapéus você tem que usar. Ou seja, eu já fui redatora, impressora, merchandiser, estrategista, experimentadora, experimentadora de produto, psicóloga e muitas outras coisas que estão sob o título de “design gráfico”.
PayScale: Que conselho você daria para alguém que quer seguir seus passos nesta carreira?
Grass: Faça contatos, saiba vender seu peixe e conheça seus pontos fortes. Eu já estive em muitos empregos que vieram de indicações e recomendações de amigos e conhecidos. Quanto maior a sua rede de contatos, maiores são as suas chances de firmar seu trabalho. Aproveite também as oportunidades de agências terceirizadas que prestam serviços para outras empresas. Meu primeiro emprego na área foi através da agência Aquent onde eu trabalhava em casa prestando serviços para Nike e onde fiquei por quase três anos.
Para mais informações incluindo salários de designer gráfico, veja o Centro de Pesquisa de Carreira da PayScale. Para descobrir se está ganhando o apropriado para o seu emprego, responda gratuitamente a Pesquisa de Salário da PayScale.
Fonte: PayScale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.